Como combater a ansiedade de uma vez por todas !

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 1 1 Flares ×

Saber como combater a ansiedade, é o desejo de milhares de pessoas que sofrem com essa sensação, que é capaz de causar doenças mais graves no corpo físico.

como-combater-a-ansiedade-1O medo é a causa central da ansiedade

O que você lerá nesse artigo

  • Quadro geral dos tipos de ansiedade
  • As causas principais
  • Os tratamentos mais aplicados
  • As consequências do não tratamento

A ansiedade é uma das sensações que mais causam distúrbios sérios e que podem fazer o paciente ficar refém de medicamentos pesados para o resto da vida. Não é reconhecida como doença pela medicina tradicional, porém a medicina oriental, que trata as causas e não apenas os sintomas das doenças, considera a ansiedade como um distúrbio que deve ser levado a sério e tratado como tal.

Existem vários níveis de ansiedade, e quando ela se manifesta de uma forma mais sutil é considerada “boa” porque nos impele a praticar ações que nos levam a alcançar determinadas metas que desejamos. Porém, como um paradoxo da existência humana, a ansiedade “ruim” é aquela que nos deixa “em suspenso” antecipando fatos que, na maioria das vezes, existem apenas na nossa imaginação.

É o caso de pessoas que ficam ansiosas quando vão fazer uma viagem de avião ou quando vão se apresentar em público. No primeiro caso, imagens de acidentes de avião vêm a mente, a pessoa acredita que a aeronave vai sofrer um acidente e que ela morrerá. No segundo caso, a pessoa imagina que o público não gostará do que ela irá dizer, e que receberá vaias ou que será expulsa do palco.

A ansiedade em si, não pode ser diagnosticada com sintomas físicos, porém repare que nos dois casos citados, o medo excessivo de que o avião caia, ou de que o público desaprove desencadeará distúrbios como arritmia cardíaca, sudorese, falta de ar, gagueira, vontade de ir ao banheiro urgentemente (algumas pessoas tem diarreia súbita quando sentem muito medo) e uma série de outras ocorrências.

A regularidade dessas sensações e sintomas pode levar, a médio e longo prazo, a ocorrência de doenças agudas e crônicas, como hipertensão, distúrbios da fala, úlceras e gastrite nervosa, sem falar de insônia e desregramento alimentar (excesso ou falta de apetite).

Você deve estar pensando: “Tudo isso apenas por alguns minutos de ansiedade ?”. A resposta principal para essa pergunta é que, na verdade, o momento em que culmina a ansiedade (no caso dos exemplos: quando a pessoa entra no avião e quando sobe no palco), já passou por várias horas e até mesmo, dias de antecipação, convivendo com todos esses sintomas e talvez até outros mais graves, dependendo da intensidade da antecipação.

Não raro, podem surgir eventos físicos tão fortes que levariam ao adiamento da viagem de avião e da palestra em público (literalmente casos de doenças, ou até mesmo acidentes, que impossibilitariam a pessoa de estar nesses lugares).

Geralmente, não gosto de focar nos aspectos negativos das coisas, porém estou reforçando aqui os sintomas da ansiedade para que as pessoas que não sofrem com esse mal, possam ter uma noção clara de que isso é sim um distúrbio, e que as pessoas que possuem essa antecipação não estão com “frescura” ou “medo de encarar a realidade” como muitos pensam.

Dentro do quadro amplo dos tipos de ansiedade, encontramos “ansiedade generalizada” que é aquela que faz a pessoa ter medo de qualquer tipo de ocorrência, a “ansiedade patológica” que desencadeia doenças reais no corpo físico, e a mais comumente chamada “fobia social” a “ansiedade social” que faz com que a pessoa sinta-se desconfortável, sempre que está na presença de outras pessoas.

Se a ansiedade não é uma doença propriamente dita, e por isso não é algo que possamos “pegar” de uma outra pessoa, nem é uma condição física que possa ser curada apenas com remédios, quais são as causas desse distúrbio tão comum nos dias de hoje ?

Principais causas da ansiedade

Antes de enumerar algumas causas principais da ansiedade, quero deixar claro que essa abordagem, parte do ponto de vista estritamente mental, ou seja o blog é voltado para o poder da mente, e a ansiedade se origina, na maioria das vezes, da insegurança que está completamente enraizada nos processos mentais.

Dessa maneira, podemos dizer que pessoas que se amam completamente e que não possuem uma visão distorcida por crenças limitantes não sofrem com ataques de ansiedade, porque estão centradas e sabem que somente o melhor acontecerá (Lei da Atração – você vive o que você pensa). Assim, algumas causas, não muito comentadas pelos médicos, da ansiedade incluem:

como-combater-a-ansiedade-6“Believe Yourself” (Acredite em você), essa é a chave para não ter crises de ansiedade

1 – Baixa auto estima

Quando não gostamos de nós mesmos, criamos pensamentos que nos levam a acreditar que somos menos que as outras pessoas, e com isso nos colocamos à mercê dos comentários e julgamentos dos outros.

O pior efeito, desse tipo de comportamento, é que mesmo nossas maiores qualidades podem ser “apagadas” dentro da nossa mente, e fazer com que nosso subconsciente dispare apenas pensamentos de inferioridade e incapacidade, em todas as situações.

Esse tipo de sentimento pode desencadear e enraizar a ansiedade generalizada, que é quando o indivíduo tem medo, e antecipa sempre o pior, até mesmo nas situações mais simples como andar em transporte coletivo ou ir à padaria comprar pão (o forno sempre poderá explodir quando você estiver lá dentro).

Para aumentar a auto estima é preciso amar-se completamente, pessoas que se aceitam exatamente como são, conseguem resultados fantásticos em todos os pontos da vida, porque acreditam que podem fazer o melhor e, principalmente, merecem o que houver de mais abundante no universo.

2 – Medo do desconhecido

O medo que temos das coisas que ainda não conhecemos é, muitas vezes, infundado e vem diretamente de situações onde achamos que somos inferiores que a maioria (vide item 1). Assim, muitas pessoas acabam não realizando ações que as levariam a uma vida melhor porque têm medo de coisas que nunca viram antes.

Um exemplo muito comum, é o de são pessoas que nunca tentaram um emprego melhor em empresas maiores porque acreditam que são incapazes de desenvolverem-se, já que estão acostumadas apenas com locais menores ou empresas familiares.

Esse tipo de pensamento leva não somente à ansiedade como também constitui uma forma de autossabotagem, já que deixará a pessoa para sempre enterrada em empregos menores com baixos salários. Às vezes, a principal razão da ansiedade está no medo de crescer, de progredir, de não se achar merecedor do que é melhor e mais próspero.

3 – Falta de confiança em si mesmo

Esse item está destacado sozinho, porém está ligado ao primeiro e ao segundo itens que elencamos, perceba que todos os fatores estão correlacionados e levam a uma excelência pessoal, quando bem desenvolvidos.

Não acreditar nas próprias capacidades faz com que as pessoas deixem de experimentar coisas que poderiam elevar muito a qualidade de vida, imaginar que determinados elementos da vida apenas são privilégios de outras pessoas, é limitar-se e abrir a mente para antecipar eventos negativos ao longo do tempo.

Não acreditar que se é capaz de realizar qualquer coisa que desejar é como se colocar um limite invisível, que faz com que pensamentos e ações andem juntos para proporcionar o fracasso nas menores coisas. Imaginar que tudo pode dar errado é uma maneira de assumir a incapacidade de ação nas coisas mais simples da vida.

Esse tipo de sentimento, desencadeia processos de ansiedade aguda e até mesmo patológica, pois em todos os momentos da vida precisamos fazer escolhas, e se não confiamos que podemos escolher da maneira certa, acabaremos criando antecipação negativa cada vez que precisarmos dar um passo importante na vida.

4 – Auto conhecimento

Propositalmente, deixei esse item importantíssimo por último, pois os 3 itens anteriores dependem completamente desse para existirem. Quando falo de auto conhecimento quero dizer que precisamos nos conhecer profundamente para termos auto estima e confiança. Escolher se conhecer a níveis mais profundos requer coragem, já que o processo que leva a isso, pode mostrar a existência de uma pessoa que nem sempre gostamos de ver.

Dentro de nós existem milhões de pensamentos e facetas que determinam nossa personalidade, porém dentro dessa variedade existem coisas boas e coisas muito ruins. Por exemplo, somos capazes de matar outra pessoa se nossa existência estiver em risco, isso faz parte da essência humana, o instinto de sobrevivência, e muitas pessoas ficam horrorizadas quando pensam que, dentro delas pode existir alguém capaz de tirar a vida de outro ser humano.

Da mesma maneira, fomos criados para uma vida de excelência e abundância e a existência de crenças limitantes arraigadas ao longo dos séculos, faz com que a maior parte da população do globo apenas sobreviva, muitas vezes passando fome e em completa falta de recursos. Isso porque, em algum momento da nossa evolução, esquecemos que somos seres criadores, e aceitamos que não merecemos as coisas boas da existência.

Levando em consideração que o auto conhecimento é a única maneira de termos controle sobre nossa existência, podemos afirmar que a ansiedade é uma maneira básica de autossabotagem, e que não passa de pensamentos, lançados pelo nosso subconsciente, e que nos fazem crer que somos incapazes de agirmos nas diversas situações da vida.

É uma forma de nos escondermos em uma suposta “doença” que nos limita, e por essa razão, não temos como agir positivamente e mudarmos nossa posição diante das boas oportunidades da vida. A partir do próximo parágrafo, explicarei melhor como funciona a autossabotagem, que ocasiona ansiedade. Não deixe de ler.

Auto conhecimento – O melhor tratamento para ansiedade

como-combater-a-ansiedade-4“Know your fears” (Conheça seus medos) – Conhecer a nós mesmos é a maior arma contra qualquer doença

Falamos acima que uma das principais causas da ansiedade, é a falta de auto conhecimento, e ainda afirmamos que quando isso acontece nosso subconsciente envia pensamentos de negatividade que nos torna inseguros, causando as crises de ansiedade que podem ser tão fortes a ponto de causar distúrbios físicos.

Seguindo a sequência de uma maneira lógica, podemos dizer que, a autossabotagem é a principal característica da falta de conhecimento de si mesmo. Ela é a responsável por não agirmos positivamente em situações que nos levariam ao sucesso nas várias áreas de nossa vida.

Sendo assim, sempre que deixamos boas oportunidades passarem sem aproveitarmos, descobrimos que as razões que nos levaram a não termos atitudes corretas foram todas baseadas na falta de conhecimento sobre nossos sentimentos, acerca das metas que queremos atingir em nossa vida.

É aquela entrevista, para um cargo muito melhor, que você perdeu porque teve diarreia no dia (na verdade, a diarreia foi a desculpa física desencadeada pelo pensamento de “eu não mereço ter um salário melhor”). Aí essa mesma diarreia tornou-se o “motivo” extremamente aceitável dentro da sua cabeça e também perante as outras pessoas, para que não conseguisse um emprego melhor.

Percebeu o “gatilho” de ansiedade que o subconsciente criou para você se autossabotar ? Percebeu que esse pensamento não funcionaria, se ter um cargo e um salário melhor fossem metas firmemente enraizadas no seu propósito de vida ? Entendeu que se você se conhecesse melhor, perceberia esse “gatilho” do subconsciente e simplesmente combateria isso com pensamentos fortes sobre merecimento e a diarreia não teria acontecido, permitindo que se candidatasse à vaga ?

Esse parágrafo inteiro está em negrito porque possui o esquema básico da autossabotagem em nosso subconsciente. E, cada vez que precisamos fazer algo importante, que traga mudanças boas em nossa vida, somos atacados com essa sucessão de eventos, à primeira vista, incontroláveis.

Com esse pequeno exemplo, podemos dizer que a ansiedade é a maneira pela qual, nosso subconsciente, encontra formas efetivas para nos obrigar a fazermos coisas que nos levariam ao fracasso.

Assim, pessoas que não procuram se conhecerem melhor, são as que mais sofrem com as crises de ansiedade. Por isso que as melhores maneiras, de como combater a ansiedade, envolvem meditação, relaxamento e terapias energéticas, todas ferramentas que ajudam a nos conhecermos melhor.

Agora você pode estar se perguntando: “Como assim ? Meu subconsciente quer que eu fracasse ?”.

A resposta primordial para essa pergunta é: “SIM”. E sabe qual o motivo disso acontecer ? A razão é que, estamos tão acostumados a aceitar a maneira média de viver, que sentimos culpa quando desejamos ter coisas melhores em nossa vida. Assim, tudo que é bom, que nos levará a uma excelência nas coisas que realizamos, passa a ser repelido pelo nosso subconsciente, que é o principal responsável pelas nossas ações imediatas.

Contarei um fato que ocorreu comigo para ilustrar essa afirmação:

Certa vez, na fila de atendimento do Posto de Saúde, três senhoras aparentando idades avançadas, estavam na minha frente. Elas começaram a conversar entre si e não teve como não ouvir o diálogo, já que estava imediatamente atrás delas. Veja a sequência do assunto:

  • Senhora 1: Puxa, hoje eu vim até aqui para passar no cardiologista, faz três meses que recebi uma cirurgia de ponte safena.
  • Senhora 2: Engraçado, também passarei pelo cardio, coloquei três pontes safena e minha cirurgia foi de altíssimo risco.
  • Senhora 3: Puxa, eu também fiz essa cirurgia, colocaram cinco pontes safena e mais um marca passo, quase morri na mesa.

Assim escrito, fica difícil perceber a entonação das três senhoras, mas literalmente elas estavam “brigando” entre si para ver qual tinha mais problemas no coração que a outra. Claro, que a senhora número 3 ganhou (nem sei se é possível colocar cinco pontes safena), e foi incrível a altivez que ela usou para dizer que quase tinha morrido na mesa. Como se dissesse: olhem como sou importante por ter essa doença terrível.

Desde esse dia, essa conversa ficou gravada em minha mente e percebi que 99% das pessoas pensam dessa maneira: “eu preciso passar pelo pior para ser igual e aceito pelos outros”. Veja que a senhora com 5 pontes é, de longe, a mais importante do grupo, porque tem a saúde mais precária (coitada de mim que ia apenas falar com a nutricionista).

Da mesma maneira, apenas estar desempregado não basta, é preciso estar sem emprego há mais de 24 meses e quase passando fome, para a experiência ser reconhecida pelos outros. Gostamos do rótulo de “coitados” porque essa estampa nos deixa muito parecidos com o resto do mundo. Onde já se viu, uma crise desse tamanho e você com um negócio de vento em popa, está roubando quem?

É isso ! Sempre que vemos alguém tendo sucesso, logo imaginamos que está fazendo algo errado ou ilícito, por isso não queremos ser bem sucedidos também. E é nesse momento que criamos sentimentos tão fortes, que levam nosso subconsciente a fabricar elementos que nos direcionam ao fracasso, a definição ampla de autossabotagem que usa a crise de ansiedade como ferramenta principal.

Imagine conseguir um emprego onde o salário é o dobro do atual e você trabalhará menos ? O que os outros vão pensar ? E então, no dia da entrevista para esse mega emprego, seu subconsciente manda pensamentos de “você não merece”, seu metabolismo transforma esses pensamentos em empecilhos físicos (a diarreia), para que essa oportunidade não se efetive.

Ou então o carro quebra indo para a entrevista, ou o pneu fura, ou acontece um acidente que causa um congestionamento monstro, e você não chega a tempo. Depois de ler esse texto, tenho certeza que irá analisar cada momento em que aconteceram “imprevistos inexplicáveis” em sua vida e que levaram ao pensamento fatídico: “Não era para ser”, você se conforma e continua na sua vidinha mais ou menos de sempre, achando que as pessoas de sucesso são sortudas, e você azarado.

Tratamento para ansiedade – conheça os mais usados pelos terapeutas

como-combater-a-ansiedade-5Terapias alternativas são uma ótima opção de como combater a ansiedade

Existem muitos tratamentos, que podem melhorar as crises de ansiedade, porém como deixamos bem descrito acima, sem uma jornada profunda de auto conhecimento esse distúrbio nunca deixará de fazer parte da sua vida.

1 – Medicamentos   

A maioria dos medicamentos indicados para tratamento de ansiedade é popularmente chamada de “tarja preta”, ou seja, medicamentos fortes e que podem ocasionar dependência química e física, a médio e longo prazo de uso.

Aqui no blog não colocarei o nome de nenhum deles, basicamente são antidepressivos que agem diretamente no SNC – Sistema Nervoso Central, ou então estimulantes que promovem a fabricação de hormônios essenciais que causam bem estar.

Uma coisa interessante que acontece com quem toma esses remédios é o tipo de julgamento que as outras pessoas fazem: “Olha, o nível de ansiedade de fulano é tão alto que precisa tomar tarja preta”, como se necessitar de um medicamento perigoso fosse algo realmente importante. Na verdade isso pode até servir como uma desculpa: “Não posso exercer atividades de responsabilidade por causa dos medicamentos”.

Consegue perceber a autossabotagem “brava” que acontece nesses casos ?

2 – Terapias Convencionais

Consultar um psicólogo ou psiquiatra também constitui uma forma comum de tratar a ansiedade. O principal nesses tipos de terapias é saber separar o que é realmente bom, do que possa ser nocivo, a indicação de medicamentos, por exemplo.

Infelizmente, a maioria dos médicos convencionais ataca os sintomas do problema, sem averiguarem as causas que desencadearam a situação. Isso é extremamente ineficaz e só faz aumentar a fila de pessoas nos hospitais com problemas de estômago, cabeça e fígado (os órgãos mais atingidos pelos medicamentos fortes).

3 – Terapias energéticas

Dentro dos tratamentos voltados para o interior do ser humano (parte emocional), as terapias energéticas são as que mais conseguem ter resultados muito positivos. Reiki, EFT, acupuntura e meditação, são as mais difundidas atualmente e promovem a cura que vem de dentro para fora, ou seja, tratam as causas emocionais básicas que provocam a ansiedade.

O Reiki é uma terapia energética oriental que envolve a mentalização de mantras específicos e imposição de mãos ritualística. É possível fazer auto-aplicação desde que a pessoa seja “iniciada” nos conceitos básicos. Caso não tenha essa iniciação, é possível colocar o nome em listas de reiki a distância, ou procurar um terapeuta que utilize a técnica.

A EFT é uma terapia energética auto-aplicável que não possui ritualização e nem necessita de iniciação. Qualquer pessoa pode aplicar e se beneficiar eliminando crenças limitantes, mágoas, culpas e toda sorte de sentimentos negativos que levam á ansiedade e outros distúrbios. Basicamente é uma terapia formada por “Técnicas de Libertação Emocional” e também é conhecida como “tapping”.

A acupuntura, é uma ciência milenar que trata das doenças do corpo físico através da liberação de energia ativada com a colocação de agulhas em pontos específicos dos meridianos energéticos que possuímos no corpo. Com a promoção do equilíbrio dessas energias o subconsciente consegue enviar pensamentos mais saudáveis promovendo ações mais positivas.

A meditação é uma prática que envolve o uso de músicas e aromas (podem ser incensos) que favoreçam o relaxamento do corpo e da mente. Também podem ser usados “guias” que são gravações que induzem a estados de relaxamento, proporcionando bem estar.

Vale mencionar aqui a “terapia de vidas passadas” que envolve a presença de um profissional (geralmente psicólogo) que promove sessões de “regressão” a uma existência anterior, onde poderá estar a causa primordial das crises de ansiedade.

Geralmente, essa terapia só é usada como última alternativa, quando não se encontram as causas de determinados distúrbios, e envolve uma visão espiritualista, basicamente o conceito da pluralidade das existências (crença em que nosso espírito já teve outras vidas antes dessa).

Principais consequências da ansiedade generalizada

como-combater-a-ansiedade-2Não fazer tratamento para a ansiedade, pode resultar em doenças bem mais graves

Como tudo na vida, não procurar tratamento para ansiedade gerará uma série de consequências desagradáveis, dentre elas podemos citar:

1 – Distúrbios Físicos

Como vimos, as crises de ansiedade podem ocasionar diversos problemas físicos que, se continuarem ocorrendo regularmente levarão ao desenvolvimento de doenças agudas e crônicas.

Os principais órgãos afetados são o estômago, fígado, coração e o cérebro. O último pode sofrer sequelas permanentes, devido ao uso de medicamentos controlados durante muito tempo. Esse é um efeito colateral que a maioria dos médicos esconde dos pacientes, com histórico de ansiedade. Doenças como gastrite nervosa e erosiva, arritmia cardíaca, diabetes e hipertensão, podem ser ocasionadas pelo não tratamento da ansiedade.

2 – Distúrbios Emocionais

A ansiedade pode levar ao desenvolvimento de outros distúrbios emocionais como depressão e síndrome do pânico. Inclusive, em alguns casos, existe a coexistência de um deles junto com as crises ansiosas.

A depressão é originada em um conjunto de fatores que incluem baixa auto estima e presença de acontecimentos negativos que levam a criação de um estado mental desfavorável aos bons pensamentos.

A síndrome do pânico também pode evoluir da ansiedade, e servir como uma maneira diferente de proporcionar o disparo de “gatilhos” do subconsciente, para o estabelecimento da autossabotagem.

Se você possui crises de ansiedade, fique atento para que não evoluam para algo mais nocivo e fora de controle, considere começar a se conhecer melhor para evitar que os pensamentos negativos sobre si mesmo desencadeiem processos que não possa controlar.

Lembre-se sempre: Você Tem Poder !

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 1 1 Flares ×

Ebook Gratuito "5 Coisas Para Fazer Agora e Melhorar Sua Energia"

Helena Bochiski

Website:

1 Comentário

  1. Belo Poste era o que procurava, venho acompanhando alguns post deste site e estou adorando ler-los.

Deixe uma resposta para Rafinha Lira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *